Sintomas da Herpes Genital – Conheça Todos Eles

Canal Cura Verde

Rate this post

Identificar os Sintomas da Herpes Genital é de suma importância para diagnosticar essa doença o mais rápido possível e iniciar o tratamento. Trata-se de uma das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) mais comuns tanto em homens quanto em mulheres, sendo uma infecção provocada por vírus.

Quais os Sintomas da Herpes Genital?

Os Sintomas da Herpes Genital, assim como no caso das demais infecções provocadas por vírus, são perceptíveis e requerem cuidado médico. O erro maior das pessoas afetadas por essa doença é desconsiderar os sintomas, julgando ser algo passageiro ou sem importância. Vejamos quais são os sintomas dessa infecção:

  • Irritação e dores na área genital (que aparecem geralmente entre 2 e 10 dias depois do contágio);
  • Presença de pequenas bolhas com cor esbranquiçada na área genital (surgem alguns dias depois do contágio);
  • Formação de feridas na região genital, que podem provocar sangramentos e dores ao urinar;
  • Presença de cascas (formadas pela cicatrização das úlceras).

Sintomas da Herpes Genital

Quanto aos Sintomas da Herpes Genital, uma informação muito importante é que logo nos dias que se seguem ao contágio, essa infecção pode apresentar sintomas muito parecidos com os da gripe, que são:

  • Febre;
  • Dores no corpo e mal-estar;
  • Diminuição do apetite;
  • Dores musculares (especialmente na região inferior das costas, nádegas, coxas e joelhos).

Pelo fato de a herpes genital ser provocada por vírus, as feridas surgem logo que o vírus entra em contato com o organismo, sendo que as feridas podem se espalhar para outras regiões do corpo. Dessa forma, as feridas provocadas por essa infecção podem aparecer na vagina, na vulva, no colo do útero, no pênis, no saco escrotal, nas coxas, na uretra, nas nádegas, no ânus e na boca.

Entre os Sintomas da Herpes Genital, também é possível que apareçam:

  • Dificuldades para esvaziamento da bexiga;
  • Corrimento vaginal;
  • Dor ao urinar;
  • Aumento e sensibilidade dos linfonodos da virilha.

Depois de uma primeira crise quanto ao aparecimento de sintomas, é comum que uma nova crise ocorra algumas semanas ou meses após a primeira. Com o passar do tempo essas crises tendem a diminuir e por esse motivo, muitas pessoas negligenciam atendimento médico.

No entanto, a partir do momento que o corpo é infectado pelo vírus da herpes genital, esse vírus se mantém “escondido” nas células, continuando no organismo. Isso significa que essa doença pode reativar ou piorar de um momento para o outro.

Leia Também ↓↓: 

Como se Adquire Herpes Genital?

Os Sintomas Da Herpes Genital surgem quando existe contato sexual sem proteção com uma pessoa já infectada pelo vírus causador dessa doença.

É importante frisar que essa contaminação ocorre mediante contato com a pele de uma pessoa que apresenta lesões/bolhas/ erupções visíveis, mas também ocorre mediante contato com a pele de indivíduos que não apresentam qualquer tipo de sintoma aparente.

O motivo é que o vírus causador do problema, ainda que silencioso, continua presente no organismo e com capacidade de infectar outras pessoas por meio do ato sexual, contato com a saliva ou com fluidos vaginais de uma pessoa infectada.

Como prevenir o herpes genital?

Como prevenir o herpes genital

Para prevenir os Sintomas da Herpes Genital o mais indicado é sempre usar preservativo nas relações sexuais e, ao mínimo sinal de que a outra pessoa apresenta os sintomas mencionados na área genital, é preciso evitar ter relações sexuais.

Vale ressaltar que, além do preservativo masculino, as mulheres também podem se proteger utilizando preservativos femininos. O recomendado também é que o sexo oral seja feito com proteção.

O Que Fazer ao Notar Sintomas da Herpes Genital?

O primeiro passo ao notar os sintomas já mencionados ou qualquer um que seja semelhante a eles é consultar um ginecologista (mulheres) ou urologista (homens) para uma avaliação médica detalhada e realização de exames ginecológicos e laboratoriais.

Para iniciar o tratamento de forma imediata, evitar as complicações causadas pela ativação do vírus e evitar de contaminar outras pessoas, o atendimento médico deve ser procurado com urgência.

Leia Também ↓↓: 

Qual é o Tratamento para a Herpes Genital?

Conforme mencionamos, uma vez que o corpo é infectado pelo vírus da herpes genital, ele não pode ser eliminado. Isso significa que essa doença não tem cura, mas pode ser controlada. O tratamento envolve uso de medicamentos antivirais e de uso local para a higienização, efeito antibacteriano e cicatrização das feridas.

Manter o sistema imunológico saudável e fortalecido também é uma maneira de evitar as crises de herpes genital, já que a baixa imunidade pode desencadear a ativação do vírus.

Algumas Curiosidades Sobre a Herpes Genital

  • Pesquisas na área da saúde apontam que grande parte das pessoas diagnosticadas com herpes nem sequer desconfiam que possuem essa doença e, desse modo, mais pessoas são contagiadas;
  • A herpes genital é diagnosticada por meio de exames de sangue, cultura de vírus e exame PCR (sendo esses dois últimos realizados por meio da coleta de amostra da lesão).

Essa doença e respectivos Sintomas Da Herpes Genital devem ser tratados com total atenção, sendo sempre necessário cuidados preventivos principalmente durante o ato sexual.


Leia Também ↓↓: 
Kinax

CURTA A NOSSA PÁGINA:

Recomendados Para Você: