Mulheres que exageram na bebida correm mais risco de ter diabetes que os homens. Entenda!

Inscreva-se em nosso canal:

O exagero no consumo de cerveja, vinho e destilados não faz bem para a saúde de ninguém. No entanto, quando se trata de diabetes, ao que tudo indica, as mulheres sofrem ainda mais. A informação chegou depois de uma pesquisa da Universidade de Umeå, na Suécia, onde pesquisadores acompanharam 897 pessoas entre os 16 aos 43 anos e descobriram algo novo. Será mesmo que a bebida alcoólica faz mais mal as mulheres?

No fim deste estudo, os participantes realizaram testes de glicemia, ou seja, o processo para a contagem de açúcar na circulação de sangue, e responderam a uma série de perguntas a respeito da quantia de álcool que tinham o hábito de tomar. Vale destacar que os mesmos questionamentos foram feitos aos 18, 21 e 30 anos.

Quer saber qual foi a revelação descoberta pelos pesquisadores suecos? Basta acompanhar o nosso post!

Bebida alcoólica faz mais mal as mulheres?

De maneira geral, a pesquisa concluiu que os homens que bebiam mais apresentaram uma taxa de glicemia superior em comparação com as mulheres. Todavia, foi apenas no sexo feminino que os cientistas perceberam a relação entre o consumo elevado e uma presença superior de açúcar no sangue depois dos 40 anos.

Bebida alcoólica faz mais mal as mulheres

Leia Também ↓↓: 

É essencial frisar que o índice deste elemento cronicamente alto caracteriza maior tendência para o surgimento do diabetes. Contudo, o estudo não conseguiu apurar exatamente o motivo pelo qual a bebida alcoólica faz mais mal as mulheres, ao menos, neste aspecto.

Contudo, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) reforça que o etanol já foi associado à resistência insulínica em outros trabalhos por estimular o acumulo de gordura no fígado. Deste modo, tão essencial quando não abusar da quantidade de álcool é manter um estilo de vida saudável, alimentação equilibrada e realizar atividades físicas com regularidade.

Dosar o consumo de álcool é indispensável

Mesmo que o estudo da Universidade de Umeå, na Suécia indique que a bebida alcoólica faz mais mal as mulheres quando se trata do índice de açúcar no sangue, é fundamental não extrapolar nos drinques.

Geralmente, uma ressaca por mês com o consumo de quatro ou mais latas de cerveja com 5% de teor alcoólico já ultrapassaria o limite recomendado de 48 gramas, segundo o experimento sueco. Contudo, a Organização Mundial de Saúde (OMS), aconselha que tanto homens quanto mulheres devem evitar beber mais de 30 gramas de álcool por dia.

Gostou de saber mais sobre a possibilidade de que a bebida alcoólica faz mais mal as mulheres? Então, aproveite para compartilhar esse assunto nas suas redes sociais com os seus amigos o quanto antes!

Este site não substitui o trabalho de um especialista. Sempre consulte um médico.
Leia Também ↓↓: 

CURTA A NOSSA PÁGINA:

Recomendados Para Você: